18 de agosto de 2011

Amar é...


Mar,
amado mar,
amar é...
o ir e vir
da maré.

1 comentario:

  1. É interessante como a leitura é mesmo contextual.
    Tinha lido esse seu poema antes. Mas agora ele ressoou de uma forma muito significativa.
    Daí o fato de que a poesia (o texto) parte é do autor, outra, de quem o lê.
    E fiquei pensando... Compreender a maré é fundamental.
    Belas e precisas incursões sobre o amor, Ivanita...!

    ResponderEliminar