5 de agosto de 2011

IVANA

     
           (A Ivana Oliveira)

AMADA DIVINA,
FEZ-ME LÁGRIMAS DE OLHOS EM CARNE
DESENHANDO OS SONHOS DO MUNDO
SOBRE A TUA PELE FELINA
COMO A REDESCOBRIR O GOZO DAS ÁGUAS
TOCANDO A TERRA EM CIO
NO FERVOR NO SERTÃO
NAS TERRAS DE MINHAS ANDANÇAS
ATADO A TRANÇAS DE NOMES E VÃOS
OBSERVO O ORGASMO DE TUAS PÉTALAS
E DAS PALAVRAS QUE DELAS BROTAM
SUGO RENDIDO O ROCIO MADRIGAL
DE TEUS DEDOS E BOCAS
DE ANJO-FERA,
MENINA-MULHER-MÃE
AMADA CANÇÃO


(ANGELO RICCELL PIOVISCHINI)

2 comentarios:

  1. Forte, incisivo e gostoso de se ler...!
    Boas essas interlocuções, as de vocês!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. Sim, meu amigo escreve bem pra caramba.
    Digamos que rola uma sintonia literária... e um carinho imenso.

    ResponderEliminar